26/02/2015

Rachel Hartman - Seraphina, A Garota Com Coração De Dragão




Esse foi um daqueles livros que acabo por comprar aproveitando uma super promoção e colocando numa lista para leitura e esse fica, fica e fica... até que um dia me deparo com ele e PUF, resolvo ler.

 Essa é mais uma viagem pela mundo fantástico e para fãs de Dragões, dessa vez lançado pela Editora Jangada.

Em Seraphina, A Garota com coração de dragão a autora Rachel Hartman nos transporta para um mundo medieval onde criaturas místicas – dragões e afins, convivem em termos pacíficos com os humanos.





Próximo ao aniversário do pacto de paz entre humanos e dragões - conquistado após anos de guerras, fatos estranhos começam a ocorrer em Goredd, cidade-estado do livro, com esse enredo de fundo conhecemos Seraphina, uma musicista em ascensão no palácio, que esconde muito bem sua verdadeira origem. Contra a vontade de seu pai, advogado especialista no pacto, ela vem a público e mostra todo seu talento musical, atraindo para si atenção em demasia.



O que vamos descobrir ao longo das páginas é que Seraphina é uma híbrida, meio dragão, meio humana, por parte de mãe, e quem a protegeu e ensino a dominar seus dons é na verdade seu tio, não um dragão qualquer que se refugiou entre os humanos.

Viajando por mundos de preconceito e disputada, nos vemos cercados e usufruindo das intrigas palacianas, conspirações para terminar com a paz, sentimentos que começam a surgir e verdades antes escondidas que são reveladas.

A narrativa no início é um pouco lenta, mas depois que a trama central é elaborada se desenvolve muito bem, a autora cria um universo maraviloso, cheio de detalhes, onde vemos o preconceito dos humanos para com os dragões é perfeitamente destacado. Outra coisa que temos é a crítica religiosa.



Mas.... o livro tem continuação - SIM É UMA SÉRIE, e como vocês sabem sou muito ansiosa para aguardar... e ainda não se tem a vista o lançamento no Brasil do próximo livro - VAMOS FAZER PRESSÃO PARA O PRÓXIMO CHEGAR LOGO!!!!


VAMOS JANGADA!



Mas vale muito a pena a leitura para fãs do gênero.
Até a próxima e espero que tenham gostado.