29/09/2008

Cladestinos, mas amores!!!

CLANDESTINOS, MAS AMORES!!!

Clandestinos e passionais
Os amores mais mortais
Que machucam o coração
Por força de tanta paixão.
Sensuais e ardentes,
Perversos, mas atraentes,
P'la sua clandestinidade
Não medem a promiscuidade,
Fazem perder a razão
E levam à sensação
De um céu alcançar
Na sua forma de amar.

Amores Clandestinos
Desejado e fugazes
Masculinos e femininos
Ansiosos e audazes.
Todos os gostam de ter
P'lo perigo que representam
Por eles vale a pena amar
Até à loucura chegar,
E assim poder clamar
Que aqueles que perduram,
Numa eternidade sem par
E que traçam os destinos
Dos 'Amores Clandestinos'
Que melhor sabem amar.