17/02/2007

Vivo uma vida que não é minha
Uma vida de aparências
Onde somente meu reflexo é visto
O que sou realmente? Ninguém vê
Às vezes porque não deixo verem
Às vezes porque não conseguem enxergar
Tudo está em meus olhos
Tudo está em meus atos
Se você realmente quer me conhecer tem que somente me observar

Minhas paixões, meus desejos
Estão todos aí
É só saber procurar
Saber olhar
Saber me ler

Posso ser mistério
Mas isso é fácil desvendar
É somente saber me escutar